A jovem do Coração de Jesus.

Margarida Maria Alacoque é uma dessas santas que nos deixam perplexos pela qualidade e grandeza da sua vida. Era jovem ainda quando decidiu entrar no mosteiro da visitação e ali em 27 de dezembro de 1673 lhe apareceu pela primeira vez o Sagrado Coração de Jesus. Ela tinha pedido permissão para ir às quintas-feiras de 9 a 12 da noite a rezar diante do Santíssimo Sacramento do altar, em lembrança das três horas que Jesus passou orando e sofrendo no Horta do Getsemani.

Santa Margarida Maria Alacoque

De repente se abriu o sacrário onde estão as hóstias consagradas e apareceu Jesus Cristo como o vemos em alguns quadros que agora temos nas casas. Sobre o manto seu Sagrado Coração, rodeado de chamas e com uma coroa de espinhos em cima, e uma ferida. Jesus assinalando seu coração com a mão lhe disse: “Eis aqui o coração que tanto amou as pessoas e em troca recebe ingratidão e esquecimento. Você deve procurar me desagravar”. Nosso Senhor lhe recomendou que se dedicasse a propagar a devoção ao Coração do Jesus porque o mundo é muito frio em amor para Deus e é necessário entusiasmar às pessoas por este amor.

Durante 18 meses o Coração do Jesus foi aparecendo. Pediu-lhe que se celebrasse a Festa do Sagrado Coração a cada ano na sexta-feira da semana seguinte à festa do Corpo e o Sangue de Cristo (Corpus Christi). Nós celebramos neste 28 de junho de 2019 a Festa do Padroeiro da nossa Arquidiocese; unidos ao nosso arcebispo, a todas as  paróquias, capelas, presbíteros, diáconos e a todo o povo de Deus; que possamos viver e celebrar essa graça sob a intercessão de Margarida Maria Alacoque. Boa festa para todos nós!

 


PADRE JOSÉ RAFAEL SOLANO DURÁN
Cura da Catedral


 

 

Plugin de comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *