Justiça decreta prisão de assaltantes da Catedral de Londrina

A juíza Deborah Penna decretou nesta terça-feira (14) a prisão preventiva dos irmãos Luiz André Corrêa, 18 anos, e Leandro Corrêa, 36, pelo assalto praticado no início da manhã da última segunda (13) na Catedral Metropolitana de Londrina, região central. A decisão foi tomada durante audiência de custódia na VEP (Vara de Execuções Penais). Agora, os suspeitos poderão ficar presos até o fim do processo criminal.

Eles também foram indiciados pelo delegado José Arnaldo Peron Martins por tentativa de roubo agravado, que prevê reclusão de quatro a dez anos de prisão pela atual redação do Código Penal. Entretanto, a punição pode aumentar se houver a participação de mais de uma pessoa e o uso de arma de fogo. Os dois foram presos em flagrante por policiais militares depois de terem rendido cerca de 15 funcionários da igreja.

Surpreendidas pelos criminosos armados, as vítimas terminaram amarradas e levadas para o segundo andar da Catedral, em um espaço conhecido como sala do dízimo. O padre Dirceu Júnior dos Reis, que realizava uma reunião com paroquianos, chamou a PM a tempo. Os policiais chegaram enquanto os ladrões saíam com uma bolsa cheia do dinheiro das últimas missas. Os recursos foram recuperados.

Após uma breve negociação, os suspeitos se entregaram e jogaram o revólver calibre 38 e o simulacro de pistola no chão. Leandro, o irmão mais velho, cumpria pena no regime semiaberto até 2013 também por roubo. Por outro lado, esta é a primeira vez que Luiz é detido.

Passado o susto e sem nenhum ferido, as atividades da Catedral voltaram ao normal nesta terça com missas, atividades paroquiais e atendimento aos fiéis.

(atualizado às 12h30)

Rafael Machado
Grupo Folha

Fonte: www.folhadelondrina.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *