O começo:

11 de Março de 1934 – Celebração da 1ª Missa em Londrina

A presença da Igreja Católica na área onde seria construída a cidade de Londrina remonta a 1929 quando a região começou a ser procurada e povoada. Naquele ano foi criada a Paróquia de Sertanópolis, foro eclesiástico que atendia grande parte do chamado Norte Novo e Norte Novíssimo do Paraná.

A Cia. de Terras Norte do Paraná iniciava a derrubada da mata construindo os primeiros barracões, vendendo os primeiros lotes de terra. Vagarosamente, a povoação foi se ampliando com a chegada de novos pioneiros.

Dizem as crônicas que o primeiro pároco de Sertanópolis, Pe. Jonas Vaz dos Santos, “viajava em animal vistoso, bem armado (!) e acompanhado do ‘José rezador’, seu sacristão, que o seguia com duas mulas, em cujos lombos balançavam os balaios com os utensílios indispensáveis à viagem”. Naquele tempo não existia o jipe, nem estradas…

No ano de 1934, atendendo aos anseios da população, a Cia. de Terras Norte do Paraná reivindicou ao Bispo de Jacarezinho, Dom Fernando Taddei, a criação da Paróquia de Londrina.

A criação da Paróquia Sagrado Coração de Jesus de Londrina

1ª Igreja Matriz de Londrina

No dia 09 de março de 1934, o povo de Londrina comemorava a realização de seus anseios. Dom Fernando Taddei veio à Londrina para criar a nova Paróquia, trazendo em sua companhia o Pe. Erasmo Raabe, superior dos palotinos e Pe. Carlos Dietz, então nomeado primeiro pároco.

A primeira Missa campal foi celebrada no dia 11 de março com um altar sob a capela feita de palmito, erguida em uma clareira na mata, local destinado para acolher a primeira Igreja. Foi durante essa Missa que Dom Fernando Taddei escolheu o Sagrado Coração de Jesus como padroeiro da nova Paróquia, oferecendo uma imagem para ser colocada na Igreja que seria erguida. Essa imagem permanece carinhosamente exposta na Capela atual.

Com a criação da nova Paróquia, repartiu-se área de ação da Paróquia de Sertanópolis. Entretanto, nessa ocasião, contrariando a norma canônica, Pe. Jonas Vaz dos Santos tinha se candidatado e foi eleito prefeito de Sertanópolis. Em conseqüência, o Bispo Dom Fernando Taddei anexou a Paróquia daquela cidade à Paróquia de Londrina, colocando sob sua jurisdição, ainda no seu nascimento, nada menos de 54 localidades, bairros e povoados espalhadas na extensa zona rural.

Até o de 1983, estava sob a responsabilidade da Paróquia Sagrado Coração de Jesus uma área de quase 40 mil quilômetros quadrados, ou seja, tão grande quanto a Suíça ou a metade de Portugal.

Para servir às celebrações religiosas e de moradia do pároco no período que antecedia à construção da Igreja, foi alugada uma pequena casa de madeira na Av. Paraná, esquina com a rua Prof. João Cândido, onde foi improvisado um sino feito com ferro de trilhos de trem, que ao ser batido, o seu som servia para chamar os fiéis para as Missas.